Cada um à sua maneira, os dois ganhadores do Prêmio VerCiência 2019 têm em comum a busca incessante de uma linguagem eficiente para despertar a curiosidade e o interesse do grande público pela ciência, pela tecnologia e pela inovação.

No ar há 5 anos, o "Como Será?" deu continuidade aos 30 anos do Globo Ciência, programa pioneiro na disseminação da cultura científica na TV brasileira.

El Cazador de Cerebros (O Caçador de Cérebros), transmitido desde 2016 pelo Canal 2 da RTVE (Rádio e Televisão Espanhola) investe em assuntos instigantes e entrevistas com mentes brilhantes, principalmente cientistas importantes, para manter a audiência da série.

A premiação será no dia 2 de novembro, às 14:30h, na Sessão Especial VerCiência 25 Anos, no auditório do Museu do Amanhã, no Rio. A Sessão será aberta ao público. Mais detalhes em breve.
.

Ano especial para a difusão da cultura científica, 2019 vai chegando ao fim, mas o Museu do Amanhã e o VerCiência prepararam uma atividade excepcional. A sessão especial de entrega do "Prêmio VerCiência", parte da programação de 25 anos do projeto, acontece no dia 2 de novembro, sábado, das 14h30 às 17h30, no auditório do Museu do Amanhã. Os programas “Como Será? ”, produzido e exibido pela Rede Globo, e “El cazador de cerebros”, transmitido desde 2016 pelo Canal 2 da RTVE (Rádio e Televisão Espanhola), receberão prêmios. Além da premiação, será exibido um capítulo de cada programa seguido de um bate-papo com seus diretores.

Os dois vencedores do Prêmio VerCiência 2019 têm o objetivo de despertar a curiosidade e o interesse das pessoas pelas tecnologias e inovações, que, aplicadas no nosso dia a dia, nos ajudam a entender melhor o nosso ambiente, nossa vida e nós mesmos. No ar há cinco anos, Como Será? compartilha experiências transformadoras e exemplos de cidadania, conectando pessoas e ideias. Já El Cazador de Cerebros é um programa científico que busca as mentes mais criativas e inovadoras do mundo por meio de entrevistas com mulheres e homens que dedicam seus esforços à pesquisa e conhecimento.

VerCiência é um projeto anual criado em 1994 pelo jornalista Sérgio Moraes Castanheira Brandão e pelo psicólogo e comunicador José Renato Campos Monteiro, que reúne programas de disseminação da cultura científica pela TV. Desde 2004, a Mostra VerCiência se tornou evento oficial da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT).

PALESTRANTES

Maurício Yared - jornalista e cineasta, especializado em Artes Visuais. Se estabeleceu na Rede Globo em 1992 e foi editor-chefe do "Linha Direta", "Linha Direta Justiça" (finalista do Emmy em 2007 e 2008), "Linha Direta Mistério" e "Globo Universidade". Em 2011, dirigiu o programa "Globo Cidadania", que uniu o “Globo Ciência”, “Globo Ecologia”, “Globo Educação”, “Ação” e “Globo Universidade”. Desde 2014, é o diretor de "Como Será?", uma revista eletrônica apresentada por Sandra Annenberg.

Pere Estupinyà - químico e bioquímico dedicado à disseminação científica. Sua carreira como comunicador começou no programa TVE Networks, onde foi roteirista e editor científico. No mesmo período, começou a escrever sobre ciência nos principais meios de comunicação espanhóis, obtendo uma bolsa de estudos MIT Knight Science Journalism Fellowship, no Massachussetts Institute of Technology, em Boston. Após passar um ano acessando os laboratórios de MIT e Harvard, criou o blog “Notícias Científicas” no El País, e depois escreveu o livro “O ladrão de cérebros”. Atualmente, dirige e apresenta o programa de difusão científica “El cazador de cerebros” na TVE.

O Museu do Amanhã é um museu de ciências aplicadas que explora as oportunidades e os desafios que a humanidade terá de enfrentar nas próximas décadas a partir das perspectivas da sustentabilidade e da convivência. Inaugurado em dezembro de 2015 pela Prefeitura do Rio, o Museu do Amanhã é um equipamento cultural da Secretaria Municipal de Cultura, que opera sob gestão do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG). Exemplo bem-sucedido de parceria entre o poder público e a iniciativa privada, o Museu do Amanhã já recebeu mais de 3 milhões de visitantes desde a inauguração. Com patrocínio máster do Banco Santander e uma ampla rede de patrocinadores que inclui empresas como Shell, IBM, IRB-Brasil RE, Engie, Grupo Globo e Instituto CCR. o museu foi originalmente concebido pela Fundação Roberto Marinho.


.
.
Realização: Mediatech Emprendimentos Educacionais / VideoCiência Produções
Todos os direitos reservados © 2010 - Site: SGP